Notícias

IFRRU 2020

Oportunidades de financiamento de reabilitação de edifícios

O IFRRU 2020 é o maior programa de apoio à reabilitação urbana lançado em Portugal.

Trata-se de apoiar a reabilitação integral dos edifícios com maiores carências de reabilitação, incluindo a melhoria do seu desempenho energético, isto é os edifícios que tenham idade igual ou superior a 30 anos ou, em caso de idade inferior, que estejam em mau estado de conservação, situados nas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) definidas pelo Município. Os imóveis a reabilitar poderão destinar-se a qualquer uso, designadamente atividade económicas ou habitação (própria, para venda, para arrendamento, segunda habitação, etc.). 

Através deste instrumento financeiro são concedidos empréstimos com as melhores condições face às oferecidas pelo mercado:

- maturidades até 20 anos,

- períodos de carência que acompanham a realização do investimento (mais 6 meses) até um máximo de 4 anos,

- e taxas de juro muito abaixo (cerca de metade) das praticadas no mercado, pois cerca de metade do valor do empréstimo é concedido com recursos públicos, com custo próximo do zero.

Os empréstimos estão disponíveis aos balcões dos bancos selecionados que oferecem as melhores condições de financiamento: o Banco Santander Totta, o BPI e o  Millenium BCP.

O período de apresentação de candidaturas é em contínuo e muito simples - basta reunir o parecer do Município, o certificado energético do imóvel e fazer o pedido de financiamento junto do Banco que o promotor selecionar.  Para atestar a localização e idade do imóvel, bem como indicar os benefícios fiscais (redução de IMI, IMT, IVA) que podem estar associados ao investimento, cada Município tem um ponto focal específico para o IFRRU 2020 que emite parecer  e acompanha ainda o processo de licenciamento urbanístico no sentido de o agilizar.

São já 103 os pedidos de financiamento formalizados em todo o país, que envolvem um investimento de 312 milhões de euros, e mais de 500 pareceres de enquadramento emitidos pelos Municípios.

Data de Publicação: 07/08/2018